» » Cultura sem Zé Alai?

Há exatamente dois anos a cultura Boasaudense perdia seu filho mais aguerrido. Falecia José Alaí de Souza, em seu apartamento em Natal.

Com sua partida inesperada, Zé Alaí, como era chamado, nos deixou órfãos de heróis defensores da cultura em nosso município. 
Recentemente no lançamento do livro Fragmentos do Passado, sua autora, D. Nina, relembrou a dedicação e o incentivo do grande amigo Zé Alaí para que ela registra -se suas memórias e histórias. Isso é incentivar, fomentar dar asas aos nossos artistas, artesões, escritores, em fim, a arte.

Zé Alaí era um sonhador, um homem que via em seus semelhantes as virtudes e nunca os defeitos. Existem dezenas de pessoas em Boa Saúde que podem dar esse testemunho do empenho e zelo que ele tinha não só na cultura, mas no cidadão.

Capoeira, coral, artesanato em fuxico, biscuit, pintura, produção alimentar...foram algumas das ações dele em nosso município, isto como cidadão. Pena que outras pessoas que poderiam ampliar esse legado não o fazem. Que um dia possamos estar presenciando esse resgate cultural e que a memória e os feitos do amigo Zé Alaí tenham o devido reconhecimento.
...a cultura chora...os homens esquecem...os amigos sentem saudades.



Conheça mais do trabalho de José Alai visitando os blogs que ele alimentava

Postado por FM Boa Saúde

FM Boa Saúde a rádio que deixa você bem informado.
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe uma resposta